Tudo se resume a uma questão de perspetiva. E quando o assunto é sobre pagamentos, o que para uns é visto como um momento importante e crucial, para outros é tido como desleixo.

 

De acordo com os dados da InformaDb, apenas 14% das empresas portuguesas paga no prazo previamente estipulado. Este dado leva-nos a pensar que esta situação ocorre devido a problemas financeiros, quando na verdade este atraso acontece devido a culturas empresariais e lideranças que não compreendem o impacto negativo de um atraso no pagamento, que pode originar consequências incalculáveis para determinadas organizações, como a sua insolvência.

A Pandemia, transversal a todos os setores e todos os países, vem sublinhar ainda mais esta necessidade, demonstrando que cada um possui a responsabilidade de, como for possível, fazer tudo o que esteja ao seu alcance para manter a economia, nomeadamente a portuguesa, dinamizada apesar de toda a situação. Assim, o respeito pelo pagamento a horas aos fornecedores, representa uma grande medida de gestão, que sempre foi fundamental, mas que perante uma crise assume uma importância vital.

Desta forma, a fim de fazer face a este enorme problema que afeta toda a economia portuguesa, a ACEGE, a CIP, o IAPMEI e a APIFARMA, juntamente com a Caixa Geral de Depósitos, têm vindo a promover o “Compromisso Pagamento Pontual”, tendo como objetivo principal a colocação de um travão neste ciclo de pagamentos atrasados.

A ActiveSys é uma das mais de 1300 empresas aderentes, onde somos considerados uma parte ativa desde movimento de responsabilidade social, que promove uma cultura de pagamento no prazo e potencia a competitividade da economia portuguesa, ajudando, deste modo, a criar uma onda de mudança dos atrasos nos pagamentos em Portugal.

 

ActiveSys, we activate your business and pay on time.