Começar o ano com o pé direito significa entrar em 2023 a saber as principais tendências que vão marcar o ano.

 

Como é habitual, empresas como a Gartner, a Check Point e a Mulesoft, partilham os seus pareceres sobre o que vai ser tendência, e para 2023, não fugiram à regra.

Desta forma, conscientes do contínuo contributo de manter o público informado, e como tem sido feito nos últimos anos (2021, 2022), demonstramos, neste artigo, quais são as principais tendências e o que pode esperar do ano de 2023, a nível tecnológico.

De uma forma geral, esperar mais ataques virtuais à escala mundial e regulamentação governamental, são algumas das linhas de destaque para 2023.

De acordo com a Gartner, “Cada investimento terá de ser equilibrado pelo seu impacto sobre o ambiente, tendo em mente as gerações futuras.”

Otimização, escalabilidade e pioneirismo, aliados à sustentabilidade, são os três pilares que a consultora americana considera essenciais que as tecnologias implementadas pelas empresas possuam em 2023.

 

Sustentabilidade

Os CEOs têm colocado a sustentabilidade, cada vez mais, como uma prioridade, logo a seguir aos ganhos e receitas, tudo para poderem afirmar que cumpriram com os objetivos de responsabilidade social a que se propuseram. Isto requer não só quadros tecnológicos que aumentem a eficiência energética e material dos serviços de IT, como a implementação de soluções para ajudar os clientes a atingir os seus próprios objetivos neste âmbito.

Sistema Imunitário Digital (DIS)

76% das equipas que são responsáveis pelos produtos digitais são, agora, igualmente encarregues pela geração de receitas. Os administradores exploram novas abordagens a fim de obter maior ganho comercial, assim como mitigar o risco e aumentar a satisfação dos clientes. O sistema imunitário digital oferece este modelo, que combina conhecimentos sobre resoluções de incidentes, engenharia de software dentro das operações de IT, entre outros que possibilitam o aumento da resiliência e a estabilidade dos sistemas.

Observabilidade Aplicada

Os dados visíveis refletem todos os ativos digitalizados, como registos, APIs, downloads, transferências, etc. A observabilidade aplicada alimenta estes ativos, de acordo com uma abordagem orquestrada, que permite acelerar a tomada de decisões.

Gestão de Confiança, Risco e Segurança para IA

Por várias vezes mencionamos que muitas empresas não estão devidamente preparadas a nível de cibersegurança. Destaca-se, por outro lado, que aqueles que estão capacitados, atingiram melhores resultados nos seus projetos de IA.

Plataformas Industriais à Escala das Clouds

Combinação de SaaS, PaaS e IaaS, que fornecem pacotes específicos para apoiar casos de uso comercial. Neste contexto, as empresas podem aproveitar as capacidades das Clouds para compor iniciativas empresariais digitais únicas e diferenciadoras.

Engenharia de Plataformas 

O principal objetivo desta tendência é otimizar a experiência do developer e acelerar a entrega de valor do cliente por equipas de produto.

O Valor do Wireless 

Até 2025, 60% das empresas irão utilizar, simultaneamente, cinco ou mais tecnologias sem fios, tendência cada vez mais acentuada pelas inúmeras vantagens que acarreta.

Superapps

Uma superaplicação combina características de uma aplicação, plataforma e ecossistema, numa única peça de software. Possui o seu próprio conjunto de funcionalidades e, também, possibilita terceiros de desenvolverem e publicarem as suas próprias miniaplicações. Até 2027, mais de 50% da população mundial será utilizadora diária destas soluções.

Inteligência Artificial

Referida ao longo destes 3 anos, os sistemas adaptativos de IA visam a reciclagem contínua de modelos e a adaptação, rápida, a mudanças nas circunstâncias do mundo real que não foram previstas ou disponibilizadas inicialmente. Ainda, utilizam feedback em tempo real para alterar dinâmicas e ajustar objetivos.

Metaverso

De acordo com a consultora, o metaverso é um espaço 3D coletivo e partilhado, criado pela convergência de uma realidade física e digital, virtualmente melhorada. Até 2027 a Gartner acredita que mais de 40% das grandes organizações, a nível global, utilizarão uma combinação de Web3, realidade aumentada na Cloud. Contudo, esta é uma porta aberta para cibercrimes, já que ao utilizarem NFT, criptomoedas e wallets digitais ficam mais expostos a atividade cibernética.

Estas são apenas algumas das tendências apontadas para este ano. Descubra as restantes tendências tecnológicas do ano de 2023, na próxima parte deste artigo.

Com a ActiveSys, segue sempre as tendências.

 

ActiveSys, we activate your business.